O QUE É UM ROLAMENTO? ONDE SÃO USADOS? E QUAIS SÃO AS MELHORES LIGAS?

O QUE É UM ROLAMENTO?

Um rolamento (informalmente denominado rolimã) é um dispositivo que permite o movimento relativo controlado entre duas ou mais partes. Serve para substituir a fricção de deslizamento entre as superfícies do eixo e da chumaceira por uma fricção de rolamento.Compreende os chamados corpos rolantes, como bolas, rodízios, etc. Os anéis que constituem os trilhos de roldana e a caixa interposta entre os anéis. Todos estes elementos são de aço combinado com crómio e as suas dimensões estão submetidas a um sistema de normalização.

Pistas

Esferas

Gaiola

Retentores

Lubrificação

Quais são as diferenças entre rolamentos?

Temos diversos tipos de rolamentos, tais como: de esfera, roletes (rolos) e de agulha. Estes rolamentos variam de abertos, ou seja, não retendo totalmente a graxa lubrificante, vedados através de retentores metálico, plástico ou borracha e os rolamentos selados, que por sua vez possuem maior retenção de graxas, aumentando de forma progressiva a vida útil dos mesmos, além de proporcionar melhor nível de ruído, que nos dias atuais fazem muita diferença para o usuário final. O custo de tais rolamentos também variam na medida em que são mais qualificados.

 

Quando comparamos os rolamentos de esferas com os de rolos com as mesmas dimensões, os rolamentos de esferas apresentam uma resistência ao atrito menor.Isto os faz mais adequados para uso em aplicações que requerem alta rotação, alta precisão, baixo torque e baixa vibração. Inversamente, os rolamentos de rolo têm uma capacidade de carga maior, o que os torna mais apropriados para aplicações que requerem longa vida e resistência para cargas elevadas e choques.

As buchas sinterizadas (método similar a forja) são aplicadas para substituir rolamentos, sempre levando em consideração a exigência das cargas adequadas, giros, contaminantes, vida útil e custos apropriados. Criando uma capa que permite continuidade de precisão e movimento.

Onde Vão OS ROLAMENTOS?

 

Estas pequenas peças giratórias são como as articulações dos animais e humanos, só que das máquinas. O mundo moderno, como sabemos, caminha cada vez mais rápido para a nova era da tecnologia e automação, levando em conta que todos os meios de transporte que existem atualmente, requerem motores, rotores, turbinas de giro, rodas de carros, caminhões, carrinhos de mão, hélices de aviões, jatos, helicópteros, drones, jet-ski’s, barcos, iates, navios…

Pedindo por métodos de diminuição de atrito, alto giro, movimentação e resistência. Já é possível ter uma noção do quanto estes pequenos-grandes (e grandes-pequenos) rolamentos estão presentes…

O QUE É UM ROLAMENTO? ONDE SÃO USADOS? E QUAIS SÃO AS MELHORES LIGAS?
O QUE É UM ROLAMENTO? ONDE SÃO USADOS? E QUAIS SÃO AS MELHORES LIGAS?

 

Se isso não for o suficiente para você ficar impressionado, também é possível levar em conta que as esteiras, as escavadeiras (de todos os tamanhos), alguns portões e cortinas, as máquinas de linhas de montagem (onde montam-se carros, bebidas, ferramentas, peças, etc), turbinas eólicas, movimentação dos painéis solares, bombas d’água, guindastes, betoneiras, até mesmo o prato do microondas, materiais de médicos, cientistas e dentistas, cada uma das rodas dos patinetes, skates, bicicletas, tem rolamentos, simples, híbridos, grandes, médios, pequenos … !

Quais São os Materiais dos Rolamentos?

  • Polímeros
  • Cerâmicas
  • Vidros
  • Diferentes Ligas Metálicas

Quais São as Ligas Metálicas dos Rolamentos?

Principalmente 52100, 8620, 4320 e 4140, e outras composições modificadas e criadas recentemente. São ligas que tem alta durabilidade e resistência (em variações, para

maior eficiência no uso final, sendo escolhidas sobe medida para diferentes cargas, giros e aplicações) porém por estes aços serem quase todos destinados a trabalhos a frio, para operações de temperaturas mais elevadas é possível criar uma camada de Óxido Preto (através de banhos específicos para atingir a reação que resultará em Magnetita Fe3O4 no caso do ferro – Diferente da ferrugem ou óxido vermelho Fe2O3 – Óxido preto no caso do cobre, também é conhecido pelo nome comercial Ebonol C, no qual converte a superfície de cobre em óxido cúprico. No Zinco o Óxido Preto é conhecido pelo nome comercial Ebonol Z.) que age como revestimento, causando melhora em diversas características e contribuindo para uma vida útil prolongada :

  • Gerar mais resistência contra impactos
  • Mais deslizamento, reduzindo a fricção
  • Desempenho sob más condições de lubrificação
  • Resistência química (de aditivos de óleo agressivos)
  • Resistência à corrosão

 

 

Grupo A.R.

BLOG AR AÇOS ROMAN

Bem vindo ao nosso Blog. Aqui você encontra novidades, informações e artigos sobre a Aços Roman e o GRUPO A.R.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×