Manutenções, Preventiva, Preditiva ou Corretiva??

Manutenção preventiva

manutenção preventiva é aquela realizada antes que apareçam defeitos nos equipamentos, motores e máquinas, a fim de evitar que eles tenham que ficar parados e, com isso, que a produção seja interrompida. Para isso, ela leva em conta fatores estatísticos para determinar quando vai ser necessário intervir e quais medidas devem ser tomadas.

Um exemplo simples é no caso dos carros, a troca de óleo, que deve ser realizada depois de determinada quilometragem ou período de tempo.

 

Manutenção preditiva

A grande diferença da manutenção preditiva é que geralmente esta conta com algum sistema de monitoramento para analisar o status real da peça ou máquina, em vez de levar em conta apenas os padrões ou os índices estatísticos que já mencionamos.

Podemos citar como exemplo o monitoramento da temperatura dos caminhões quando o veículo está carregado com cargas congeladas ou perecíveis. Nesses casos, a temperatura deve ser monitorada para garantir um padrão e evitar a quebra de frio ou descongelamento dos produtos.

Existem também medidores de temperatura e lubrificantes para rolamentos. Por exemplo a termografia (análise através de câmeras térmicas) pode medir tudo isto:

– Instalações Elétricas em geral
– Conexões
– Cabos-ligação de cabos
– Condutos de barras
– Linhas de baixa, média e alta tensão
– Transformadores de potência, corrente e tensão
– Fusíveis, Secionadores e Interruptores
– Excitatrizes de geradores e motores
– Instalações Mecânicas – Redutores
– Análise de escape em motores de combustão interna
– Perdas em Condensadores
– Isolações e Refratários
– Fornos e Caldeiras
– Instalações Frigoríficas – Perdas de frio
– Máquinas rotativas
– Linhas de vapor
– Reatores


– Rolamentos
– Motores elétricos
– Capacitores
– Fornos de Cimento
– Bombas de água
– Intercambiadores de calor
– Torres de resfriamento
– Perdas em válvulas líqüidos-vapor
– Verificação de níveis de líqüidos em reservatórios
– Avaliação de isolamentos térmicos em edifícios

E existem outros diversos, materiais, métodos e tipos de análise, veja mais em Laboratório A.R.

Manutenção corretiva

manutenção corretiva é aquela a que já estamos acostumados, que ocorre depois que o equipamento falha ou quebra. Como o próprio nome diz, ela é feita para corrigir um problema já existente. Um exemplo é quando você tem que levar o veículo para consertar o freio que está falhando.

O problema de contar apenas com esse tipo de manutenção é que, com o equipamento ou veículo estragado, a empresa deixará de ter lucros durante o tempo em que ele permanecer ocioso para reparos.

Melhores práticas de manutenção

Para garantir que sua manutenção seja bem feita, é importante ficar atento a alguns detalhes. Antes de tudo, garanta que está adquirindo equipamentos normatizados e solicite do fabricante apoio em treinamento para procedimentos de uso e manutenção padrões.

BLOG AR AÇOS ROMAN

Bem vindo ao nosso Blog. Aqui você encontra novidades, informações e artigos sobre a Aços Roman e o GRUPO A.R.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×